Conselhos, por Sylvia a coração de gengibre.

Nunca foi fácil para mim gostar das pessoas logo que as conheço. E deixar de gostar delas é bastante comum depois de dois minutos de conversa. Sim, eu sei que isso é rabugice e, se for assim, você cria uma chance em duas de envelhecer sozinha, morar em uma cara escura sem tv a cabo e relacionar-se muito mal com a sua turma do crochê.

No meu caso, o que me salva/salvará, sempre digo a mim mesma, é que eu gosto muito de ler. E não ler teoria, gosto da ficção mais do que gosto da minha vida e menos do que gosto do meu gato. Ler coisas interessantes que pessoas diferentes inventaram e transformaram num sucesso de vendas gera impulsos imaginativos e/ou, com sorte, você pode decorar aquilo que estava escrito no livro e reproduzir numa conversa Y com pessoas F.

As pessoas F ouvirão algo como “voar é se jogar no chão e errar” e então você será tomado por alguém que é extremamente interessante, criativo e potencialmente – só potencialmente – rico. Não se preocupe com as qualidades de ser inteligente e culto, essas são apenas demonstradas pela maneira como você se veste – Apenas!

Aproveite quando for parafrasear o livro para treinar uma expressão blasé que deve ser momentânea. É basicamente a mesma expressão que você faria se visse uma pomba morta na porta da sua casa: indiferença, nojo e um pouquinho contente porque há menos um transmissor de doenças voando por aí. Mas sempre termine a conversa com um sorriso pouco verdadeiro e gentil de quem quer fazer crer que é feliz por morar em São Paulo capital.

Enfim, esta é uma forma do “pessoal” sempre lembrar de você na hora de combinar algo pro final de semana e  seu círculo dentro da esfera social tem uma chance em três de se manter em um tamanho grande o suficiente: para uma velhice plena de amigos nas tardes de sábado nos jogos de carta; ou para sempre ser convidado às melhores festas, usar todos os tipos de drogas e não chegar à velhice.

Ah, e claro: por dentro você pode continuar não gostando daquele pessoal e achando todos eles menos interessantes que você e seus livros e, mesmo que dessas conversas desabrochem amizades sólidas, com o tempo não serão tão sólidas. Errado? Hipócrita? Desprezível? Nem tanto. É mais ou menos a sua previdência social-social, não é que você gosta do governo e por isso ele vai te assegurar uma velhice não-miserável, você paga pelo que está por vir todos os meses (ainda que não devesse pagar e que, na verdade, todos sabemos, não receba nada no final). Porém todos estes ínfimos detalhes deixam isto mais parecido com aquilo. É tudo muito simples.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: