Sem correção.

Estou cá, a comer balinhas 7Belo numa lan house, no “faroeste” paulista. Uma atividade que se repetiu durante quase todas as férias. Uma forma de distrair-me e conectar-me.

 

Hoje, diferente dos outros dias, algo proximo da emoção me bate. Senti uma súbita coragem de respirar fundo, mesmo com o ar fedido da escura sala com computadores, e agora de pulmões cheios sei que o pior passou.

 

imagem
Um monstro não deixa de ser monstro só porque um dia você o venceu. Capiche? Senti a fragilidade de quem pode não conseguir passar. Algo que não depende de você é sempre algo assustadoramente incontrolável. Ao meu ver, é assim. Portanto morria de medo de não passar neste. Tenho boas expectativas para o começo da ano, por conta do novo curso.

O primeiro passo já havia dado para começar um rumo novo. Agora de cabelos curtos que fazem parte de uma nova fase. Uma nova ‘Duda Furio’, talvez, daqui em diante, Mariana, que espera com todas as forçar ser um pouco mais companheira de sua mãe, emagrecer, voltar ao francês, ver mais filmes, ler mais livros. Amar mais.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: