Gatos.

Depois dizem que gatos não têm graça, nem são inteligentes como os cães. Eles são os animais mais espertos (espertalhões) da fauna urbana.

O meu gato, por exemplo, é um grande e preto e gordo aproveitador, ele é um gatão com classe e estilo, um Corleone dos Felinos. Quando quer algo, quando precisa de algo, simplesmente o faz e não espera por ninguém.

Sempre que abro um potinho de iogurte, ele sai, de onde estiver, e ronrona perto de mim. Quando localiza o alvo, ele entra na frente da tela do pc, pisa nas teclas, digita senhas e fecha páginas. Senta (com pachorra) do lado do teclado e começa a empinar a cabeça pro lado do potinho – na minha mão.

Depois, sem êxito, ele mordisca meu braço, o que me impede de escrever e de comer. Discutimos um pouco, finalmente concordo que podemos dividir o potinho de iogurte. Então, eu começo a comer mais rápido pra depois deixar ele lamber o restinho – ele faz uma carinha de satisfação quando dividimos algo.

Vou de colheradas, sem nem pensar se é o sabor de frutas vermelhas ou banana ou mamão… Quando finalmente termino, ofereço a ele o potinho, mas ele cheira e, vendo que não se trata de um Danoninho (Petit suisse), me dá as costas. Enfim, vai atrás de alguma bolinha no chão.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: