Close your eyes, make a wish and you’ll be there. *

Havia preparado algo para escrever, seria uma longa dissertação sobre a amizade, mas meus dedos congelaram com este frio louco que faz por aqui. Portanto, fica para outra vez, quando o laço de amizade já vai estar um pouco mais frouxo, e farei uma interpretação um tanto mais cômica do feriado e não tanto emotiva.

Aliás, ando bem emotiva. Dentre minha lista de filmes assistidos essa semana esta: An Affair to Remember. Com Cary Grant defendendo o esteriótipo do bacana e dizento que os ‘molecões’ também se apaixonam, também tem coração e também regeneram, se o amor for verdadeiro. E Deborah Kerr, fragil e ávida, comprovando que mulheres na arte de amar são muito mais perspcazes.

É um filme especial por contar uma cena imaginária. Aposto todos meus miréis que qualquer um consegue imaginar a cena do encontro no Empire States sem que ela exista de fato no filme. Eu, pelo menos sempre a imagino.
Afinal, como seria aquele encontro? É gostoso imaginar a intensidade do momento em que Terry McKay e Farrante, após seis meses de espera e ansiedade se reencontrariam no último andar no Empire State.

Enfim, bem sabemos que isso não acontece com Terry e Farrante e, tão pouco, não aconteceria nas nossas vidas reais. Amores perfeitos, ou ficam juntos, ou nunca mais se encontram. Enfim, est la vie. Por sorte existem os classicos e Cary Grant.

* Titulo do post é o refrão da musica das crianças no filme. Ora, por favor, assistam, é clássico (verdade).

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: