F. Scott Fitzgerald (part II)

Estou me convencendo de que Fitzgerald era doente, tão psyco quanto Trumman, quando escreveu o Ultimo Magnata (Nao é pra menos, ele morreu fazendo esse livro). Só que um fala da Hollywood da decada de 40 e o outro do Sul(bdesenvolvido) dos EUA uma década a frente. É dispensavel dizer que Fitzgerald fazia o trabalho de raio X dos grandes estúdios, mais legal que isso é saber por que era tao comum ver Dean Martin fazendo par romantico com uma senhorita deveras mais nova que ele. (Sim, estou fantasiando, mas imegine que senhor Stahr de Fitzgerald é o Alter-Ego de Dean Martin? Ora, todos os filmes foram representações distorcidas daquelas tormentosas décadas, não?) Leve em consideraçao que Sylvia Oreilly jamais asssitiu um filme de Dean Martin sem se apaixornar por sua canalhice, então…

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: